Neste belíssimo texto –Meu mundo debaixo da coberta – Estelinha Mendes nos conta como foi enfrentar a depressão estando em tratamento contra o câncer. Confiram e sintam-se fortalecidos com tamanha garra e determinação desta linda mulher.

………………

Naquele dia eu estava diferente, tinha muito medo dentro do coração e a minha mente estava cansada de uma noite inteira sem dormir, olhos ainda molhados de tanto chorar, e tentando entender o porquê daquilo tudo.

Eu olhava pra dentro de mim e sentia que eu não teria forças pra seguir em frente, buscava essa força pra de alguma forma lutar e mostrar a mim mesma que eu podia passar por tudo aquilo sem sofrer tanto.

Sentia uma fome muito grande, mas nada descia na minha garganta, um nó tão grande, uma vontade imensa de gritar e falar que eu não queria aquilo, que eu queria que tudo fosse diferente.

Por muitas vezes o meu mundo foi debaixo de uma coberta, ali eu me entendia, ali debaixo, no escuro, eu conseguia me ver, eu conseguia de alguma forma parar e pensar, e às vezes até planejar como eu sairia daquilo tudo.

Quando alguém chegava, eu sufocava o choro, e não queria que ninguém me visse.

Quando enfim, eu me levantava, as forças me faltavam, eu queria voltar pra debaixo da minha coberta, porque ali era o meu refúgio, era o lugar onde eu conseguia mesmo iludida, me encontrar.

A ilusão de que eu sozinha me bastava, ou que algo aconteceria quando eu saísse dali debaixo, que tudo mudaria, que tudo acabaria conforme o que eu queria.  Eu não conseguia me ver naquela situação, com aquele diagnóstico nas mãos, com o qual eu já havia aceitado, mas não podia na minha mente aceitar as consequências do tratamento.

Meu cabelo caiu todo, minha sobrancelha desapareceu, os pelos do meu corpo foram de pouco a pouco sumindo, eu me sentia naquele momento como um monstro, não queria que ninguém olhasse pra mim.

Eu via nos olhos da minha família um sofrimento que eu não queria causar, via nas pessoas à minha volta um olhar de que eu iria morrer, eu não queria isso, não queria que aqueles que eu amo sofressem tanto.

Eu não enxergava uma luz lá no final, não enxergava que dentro de mim havia uma força que nem eu conhecia; mas certo dia eu resolvi levantar, erguer a cabeça, enxugar as lagrimas, tentar buscar dentro de mim algo que estava trancado debaixo de uma coberta.

Eu me olhei no espelho buscava aquela mulher feliz, forte, que sempre se manteve de pé mesmo em meio a qualquer problema que a vida me fizesse viver, que eu poderia suportar, que a minha fé, aquilo que eu sempre acreditei, estava comigo.

Eu olhei para o céu e percebi que Ele estava lá, que Ele estava comigo, que mesmo passando por tudo aquilo, eu podia contar com Ele. Então eu fiz uma oração pra Ele:

Senhor, eu sei que você está aí, sei que esta comigo, mesmo que minha mente queira me mostrar que você não esta, por muitas vezes meu pensamento me levou pra longe de Ti, por muito tempo eu te deixei de lado, porque achava que você não estava me vendo, e eu não via que era eu que me afastava do seu amor, da sua paz; por muitas vezes tudo o que eu queria era sentir seu consolo, mas eu não pedia, porque acreditava que eu poderia passar por tudo isso sozinha. Senhor eu não tenho forças, eu quero levantar, mas não tenho vontade, eu quero fé, mas não consigo acreditar que algo possa acontecer, por isso eu peço que renove em mim o sentimento que eu sempre tive, me dê forças, me ajude a levantar. Não peço que tire de mim essa doença, mas peço forças pra vencê-la, não peço que o choro passe, mas peço que fique comigo quando ele acontecer, não peço Senhor que me carregue quando as pernas me faltarem, mas que quando não tiver forças o Senhor me dê a mão e me mostre que eu posso levantar. Eu creio na sua vontade, e ela me basta, porque eu sei que o melhor você tem pra mim. Em nome de Jesus, amém.

Quando abri meus olhos, eu senti o meu rosto molhado de lágrimas, e sentia um conforto, uma paz, que eu já havia sentido antes, e uma certeza de que as coisas seriam diferentes.

Naquele momento a cura deixava de ser a prioridade, a prioridade naquele momento era viver, me era permitido sonhar, ter esperança, naquele momento eu me permiti lutar.

Aceitar que esta em depressão é muito difícil, sair dela é pior ainda, mas não é impossível, primeiro precisamos abrir os olhos e enxergar a nossa volta, enxergar quem somos, qual parte temos neste mundo, como podemos nos encaixar neste quebra cabeça da vida. Mas a depressão pode te matar, pode te levar a fazer coisas que você lá dentro do seu interior não quer fazer. Ela te coloca em um mundo que não permiti que as pessoas que te amam entrem nele. Vencer a depressão é um dos principais passos para aceitar quem é você, aceitar que você esta doente, mas você pode viver, você pode lutar.

Eu decidi ajudar a mim mesma, eu levantei, busquei socorro, e neste momento o anjo chamado psicólogo, ajuda muito a gente, não tenha medo, por muitas vezes ele será aquele que vai colocar os seus pés no chão.

Foi neste momento de maior tensão que fazer parte de um grupo que compartilha os mesmos sentimentos, que se importa tanto quanto sua família fez toda diferença na minha cura mental, eu percebi que era muito mais simples do que podia imaginar.

A depressão quase me levou, quase findou minha vida, mas eu consegui com a ajuda da fé, vencer, então eu acredito que é possível.

Eu saí de debaixo da minha coberta, acredite, você também pode sair.

É permitido a você chorar, gritar, pedir socorro, mas não é permitido desistir.

Lute, busque, caminhe neste caminho que lhe deram pra caminhar, tente não olhar para as pedras e os buracos que tem nele, olhe a paisagem que esta a sua volta; deixe que alguém segure sua mão quando você se perder, deixe que alguém te carregue no colo quando lhe faltar forças, deixe que alguém mostre a você o amor, quando você não acreditar nele.

Você nasceu livre, não pode deixar que a doença te roube isso, por isso, levanta essa cabecinha, olhe para frente, e dê o primeiro passo para um nova vida!

Hoje minha coberta é apenas uma coberta…

Estelinha Mendes 31 de julho de 2017

 

Essas e outras histórias você pode curtir e compartilhar acessando o link abaixo:

HISTÓRIAS QUE INSPIRAM

Participe, deixe seus comentários e nos ajude a levar força, fé e determinação a tantas mulheres que atualmente estão enfrentando esta batalha.