Olá guerreiras tudo bem?! Vamos a mais uma dica da nossa nutricionista Viviane Sagrillo, hoje ela irá nos ensinar a como  ter uma alimentação adequada durante o tratamento do câncer.

Uma alimentação nutritiva é sempre fundamental para que o organismo funcione melhor. Uma vez que nosso organismo é feito de células e essas são feitas de nutrientes que são repostos através da nossa alimentação. Sendo assim, a boa nutrição é ainda mais importante para as pessoas que sofrem de câncer.

Uma dieta nutritiva ajuda:

  • A melhorar a resposta a medicação do tratamento.
  • A manter o vigor, evitando a degeneração dos tecidos do corpo e ajudando a reconstruir aqueles que o tratamento do câncer possa ter prejudicado.
  • A manter nossas defesas naturais, diminuindo assim o risco de adquirir infecções. Porque quando não se ingere a quantidade suficiente ou o tipo correto de alimento, o corpo utiliza os nutrientes que tem armazenado para servirem de fonte de energia. O resultado é que as defesas naturais se enfraquecem, e o corpo não consegue combater as infecções. No entanto, esse sistema de defesa é importantíssimo para quem tem de enfrentar o câncer, pois, nessas circunstâncias, é sempre grande o risco de adquirir infecções.

 E o que seria uma Dieta Nutritiva?

 É ingerir vários alimentos diferentes todos os dias. Nenhum alimento ou grupo de alimentos contém todos os nutrientes necessários.

Além disso, devemos sempre priorizar os alimentos in natura, ou seja quanto menos processamento e aditivos alimentares ele tiver melhor.

O que não pode faltar:

  • Frutas e vegetais: Verduras cruas ou cozidas, frutas e sucos de frutas são fontes de fibras, algumas vitaminas (como A e C) e de sais minerais necessários ao organismo.
  • Alimentos protéicos: As proteínas contribuem para a regeneração do organismo e o combate às infecções. Carnes em geral, peixes, aves, ovos, leite, iogurte e queijo fornecem não só proteínas como também muitas vitaminas e sais minerais.
  • Cereais: Os cereais, tanto in natura quanto os presentes no pão, nas massas e arroz, fornecem vários carboidratos e vitamina B. Os carboidratos são uma ótima fonte de energia, sendo necessários para que o organismo funcione bem.

É claro que dependo do tipo de câncer e reações ao tratamento pode haver restrição de alguns alimentos específicos, bem como na forma de consumi-los (quente ou frios, cozido ou cru).

O médico ou o nutricionista também podem sugerir a inclusão na dieta de suplementos alimentares comercializados, para garantir a ingestão de quantidade suficiente de proteínas, calorias e outros nutrientes durante o tratamento.

Ouça o que seu corpo lhe diz. Se a náusea tornar certos alimentos pouco atraentes, dê preferência a outros que lhe pareçam mais aceitáveis. Por exemplo, se você senti repugnância a frutas, mas não a alimentos protéicos, dê preferência a estes últimos e coma menos frutas. Às vezes, a mudança na forma do alimento pode torna-lo mais apetitoso e contribuir para a melhor alimentação. Por exemplo, quem tem dificuldade para comer legumes, pode faze-los na forma de purê ou adicioná-los uma tortinha tipo suflê.

Todas essas e outras dicas vocês ficarão por dentro acessando a nossa categoria saúde física ,  e caso você queira um atendimento personalizado, sinta-se a vontade em fazer  um contato com a Viviane , cuja informações estão aqui logo abaixo. 

* Imagem retirada da internet.

Um grande abraço a todos.

Lene Resieri