A água é indispensável para o bom funcionamento do nosso organismo. Ela é a responsável pela manutenção da maioria das atividades celulares e funcionamento de órgãos. Sua diminuição implica em perda de funções orgânicas consideradas vitais.

Mesmo quando estamos saudáveis, a desidratação, ou seja, a falta de água no organismo, gera inúmeros sintomas e piora de forma significativa a nossa performance diária.

Entre os principais sintomas causados pela desidratação temos: boca e pele secas, diminuição do suor, cefaleia, sonolência, vertigens, fadiga, cansaço, pressão baixa, perda de consciência, convulsões, coma, falência de órgãos e morte.

A desidratação pode ocorrer por vários fatores como por exemplo: baixa ingestão de líquidos ou perda aumentada de líquidos corporais (suor, urina, diarreia, vômitos).

Os Pacientes em tratamento do câncer ficam muito suscetíveis a desidratação, por vários motivos, entre eles podemos destacar:

– Anorexia e dificuldade tanto para alimentar-se quanto para ingerir líquidos.

– Náuseas, vômitos e diarreia resultantes de do uso de vários tipos de quimioterápicos e outras medicações.

E quando não se tem sede ou se está com dor ou nauseado, fica muito difícil beber água.

Então segue algumas dicas para evitar a desidratação:

  1. Tome pequenos volumes várias vezes ao dia; se não consegue tomar um copo, tome um copinho de café (50ml).
  1. Beba água, água de coco, chás, sucos, bebidas isotônicas, não importa.
  1. Faça água aromatizada:  Água fresca + hortelã e/ou gengibre, limão, laranja, canela em pau, alecrim (escolha uma dessas opções ou faça as suas combinações).

Deixe na geladeira e vai tomando durante o dia. Após 24 horas, se não tiver tomado tudo, descarte o que sobrou.

  1. Consuma alimentos hidratantes como: pepino, melancia, abacaxi, laranja, pêra.

Lembrando que essas são dicas gerais e para uma orientação individualizada procure um profissional 😉

 

Facebook: vivianesagrillonutricionista

e-mail: vs.nutri@terra.com.br

Instagram: @vivianesagrillonutricionista