Ninguém é perfeito. 

A gente vive repetindo esta máxima, mas, cá entre nós, difícil mesmo é colocá-la em prática. 

Na vida real, impera o receio de falhar – no trabalho, com a família, o namorado -, o que atrapalha as relações e reflete na saúde física e emocional. 
¨O perfeccionista tende a absorver tarefas e não sabe dizer não¨, explica a psicoterapeuta Maura de Albanesi, de São Paulo. ¨
Assim, sobrecarrega o corpo e a cabeça e acaba desenvolvendo sintomas físicos, como dor nas costas e insônia, e psíquicos, como stress e depressão. ¨
Para ela, o segredo é relaxar e encarar o erro como uma oportunidade de reflexão sobre como ter mais sucesso da próxima vez. ¨ 
 
Cobrando-se menos, a vida fica mais leve e produtiva¨, diz.
 
Um grande abraço!
                                                                                                                                              
Compartilhem esta ideia, enviando seus comentários e divulgando o Seja Mais Simples nas redes sociais.